• Por Hellen e Monique

Stomach Massage na Wunda Chair


The Stomach Massage é um exercício de Joe criado para o Reformer. Ele é um dos primeiros ensinados a alunos iniciantes no método Clássico pois é fundamental para a construção da Curva C que é feita através da contração dos músculos do Power House. Muitos exercícios do método Pilates podem ser adaptados para MAT ou outros aparelhos. Nesta variação o exercício foi realizado na Cadeira.

Posição Inicial (Round): Sentado na Wunda com a ponta dos pés no pedal em Base Pilates. Mãos segurando a borda do assento, cotovelos flexionados e voltados para fora. Coluna em C e ombros encaixados.

Movimento: A partir do Power House empurrar o pedal mantendo os calcanhares altos. Com a perna embaixo, fazer flexão dorsal e flexão plantar para depois voltar a subir até fechar o aparelho.

Pontos Importantes:

  • Como o nome diz, uma das intenções deste exercício é fazer uma massagem nos órgãos internos. Isso só é possível com a contração do Power House, por isso durante todo o movimento dos membros inferiores o mais importante é pensar na musculatura do abdômen indo para dentro e para cima (fugindo das coxas), em direção à coluna pressionando os órgãos.

  • Não esquecer de abrir e suspender a lombar inspirando nas costelas inferiores e usando a resistência das molas em oponência ao Core.

  • Deve-se aproveitar esta posição para trabalhar o enrolar ao longo da coluna. Então ao entrar na posição não se deixe achatar e sim ganhe espaço entre as vértebras.

  • É muito comum que ao fazer a Curva C os ombros se enrolem também. Para evitar isso pensar em abrir o peito, descer as costelas e alargar os ombros.

Após algumas repetições fazer a transição para a segunda etapa:

Posição Inicial (Hands Back): Transferir as mãos para a borda de trás do assento. A coluna passa a ficar neutra.

Movimento: Igual ao anterior.

Pontos Importantes:

  • Hands Back (ou Arms Back) é a posição de abertura do peito, desenrolar dos ombros, alongamento dos peitorais e crescimento axial. Pensar em contrair o períneo prendendo o xixi e fazendo ele subir até que saia em chafariz pela cabeça. Sabemos que essa imagem pode parecer esquisita, mas é muito efetiva para o crescimento e orientação da coluna desde o cóccix até o occipital.

  • Não usar as mãos para sustentar o corpo, ao contrário, pressioná-las contra o assento para crescer ainda mais na postura.

Após algumas repetições diminuir a carga das molas (pois as próximas fases são feitas com menos resistência) e fazer a transição para a terceira etapa.

Posição Inicial (Reach): Manter a coluna neutra e estender os braços à frente um pouco acima da linha dos ombros.

Movimento: Nesta posição não é feita a flexão dorsal e plantar dos tornozelos, somente a extensão e flexão dos quadris.

Pontos Importantes:

  • Aqui o desafio é manter a estabilidade. Sem o apoio das mãos se torna bem mais difícil trabalhar sustentando a coluna num bom posicionamento. Firmar o foco nos músculos do Centro de Força lembrando de colocar o abdômen para o centro e para dentro, como se todo ele fosse entrar no umbigo.

  • Como o nome diz, não esquecer de alcançar com os braços para longe como uma forma de não deixar o pedal jogar o pilateiro para trás.

Após algumas repetições fazer a transição para a última etapa:

Posição Inicial (Twist): Igual à anterior.

Movimento: Ao descer o pedal realizar a rotação da coluna abrindo o braço do mesmo lado. Retornar à posição inicial junto à subida do pedal.

Pontos Importantes:

  • Agora o desafio da estabilidade é ainda maior, pois tudo se movimenta ao mesmo tempo, inclusive o olhar, por isso, esta etapa não é para iniciantes. Primeiro o praticante deve treinar as outras posições, somente quando já tiver domínio é iniciado no Twist.

  • Ao fazer a rotação pensar em levar o ombro do mesmo lado para trás e manter EIAS (também homolateral) voltada para frente.

  • Torcer quase sempre é sinônimo de achatar, por isso todo cuidado é pouco. Deve-se focar no crescimento axial constantemente.

  • Imaginar que durante a rotação o braço que fica parado apontando para frente está com a lateral encostada em uma parede fazendo força contra ela. Isso fará dele um ponto fixo de grande ajuda no alinhamento do corpo.

Apesar da Wunda ser mais desafiadora que o Reformer por ter pouca área de apoio, neste caso ocorre o contrário. A vantagem de fazer o Stomach Massage nela é que o fechamento da coxofemoral é menor, logo o estiramento dos retroversores da bacia também é menor,

o que faz da posição neste aparelho mais confortável e menos desafiadora. Alunos muito encurtados ou de grande estatura podem se sentir melhor ao realizar o movimento na Chair e evoluir para o Reformer.

Sempre que falamos de Stomach Massage perguntamos de brincadeira onde está a massagem. O fato é que como se trata de Pilates não é uma massagem qualquer, é profunda, nos órgãos e o pilateiro deve acessar seu Power House efetivamente para conseguir os benefícios. Não seja ingênuo nada é de graça, a massagem existe sim, mas você tem que conquistá-la.

Veja mais:

Stomach Massage Twist

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.