• Por Hellen e Monique

Variação do Climb a Tree com o Magic Circle


Climb a Tree é um exercício Clássico de Pilates que trabalha o fortalecimento do Power House, a mobilidade da coluna em flexão e extensão, e a flexibilidade tanto da cadeia muscular anterior quanto posterior. Nesta variação usamos o Magic Circle que ajuda bastante na coordenação dando um ponto de apoio para os braços e pé. É útil para os pilateiros mais encurtados pois aumenta a distância entre a perna e as mãos e os mais flexíveis podem usá-lo para dar aquela puxadinha extra.

Posição Inicial: Sentado no arco do Barril de frente para o espaldar. Um calcanhar apoiado no segunda trave (de cima para baixo) e o dorso do pé na primeira. A outra perna esticada com a ponta do pé no Magic Circle. Coluna ereta e mãos na outra ponta do Círculo.

Movimento: Começar crescendo a coluna e tentando alongar ao máximo o membro inferior. Mantendo a altura da perna, enrolar a coluna em direção a ela. Sustentando a posição, descer o tronco até o pé apontar para o teto. A perna fica congelada enquanto o corpo continua a enrolar para trás até os braços esticarem. Neste momento completar a descida levando a coluna em completa extensão alongando mais o membro inferior, trazendo-o em direção ao peito e este deve abrir um pouco mais. Iniciar a subida pela cabeça para, então, mobilizar a coluna em flexão dobrando o braço e voltando a apontar a perna para o teto. Fixá-la até o tronco completar a subida para então continuarem avançando juntos. Ao final voltar a coluna para posição neutra e caprichar no alongamento.

Pontos Importantes:

  • Em momento nenhum pode-se pendurar no Círculo. Ele não é usado para facilitar o trabalho do Power House. Pelo contrário, deve-se usar sua resistência para ganhar em flexão de coluna cavando cada vez o abdômen para dentro.

  • O praticante que estiver experimentando pela primeira vez não precisa descer até a extensão, pode parar quando sentir que chegou ao seu limite. Nunca coloque a vaidade à frente da qualidade.

  • Aproveite o Círculo para alongar sempre mais um pouquinho no início e final do exercício.

  • Existe uma força nos braços para manter o alongamento da perna por isso não é raro haver compensações nos ombros. Deve-se pensar em fechar as costelas e alargar os ombros para mantê-los longe das orelhas.

  • Conheça o exercício clássico antes de passar esta variação para seu aluno, pois é assim que sabemos o que será mais fácil ou mais difícil e o objetivo ao acrescentar um acessório.

  • O pé do espaldar deve estar ativo, sempre em flexão dorsal. Pense em pressionar o calcanhar para longe. Isto é importante não só para a execução do exercício como também para garantir segurança.

O Climb a Tree poderia se chamar Christmas Tree porque com apenas um exercício ganhamos força no abdômen, flexibilidade anterior e posterior de tronco e membros inferiores, mobilidade de coluna em flexão e extensão e muita coordenação motora. Vai dizer que não é tão bom quanto Natal?

Veja mais:

Climb a Tree

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.