Agachamento com Elevação de Perna no Reformer

 

 

 

O Pilates solicita do praticante um alto grau de concentração desde os exercícios mais simples até os mais avançados, pois o pilateiro deve conectar o seu corpo todo. Nenhum exercício trabalha isoladamente um determinado músculo. Mesmo que o foco seja nos membros inferiores, deve-se manter a atenção no posicionamento articular e ativação muscular do tronco e dos membros superiores.

O exercício proposto exige que o praticante tenha total domínio sobre cada milímetro do seu corpo, já que vários lugares estarão sujeitos às temidas compensações ao mesmo tempo. Os objetivos são fortalecer o Power House, glúteos e isquiotibiais, além de trabalhar a estabilidade das cinturas escapular e pélvica.

 

Posição inicial: Em pé de frente para a barra de pés, com as mãos apoiadas sobre ela. Os cotovelos ficam estendidos sem travar e os ombros, encaixados. Um pé está no chão (no caso do vídeo, o direito) e o outro (esquerdo) apoia a sola na ombreira. Ambos os joelhos começam estendidos. O tronco permanece com uma inclinação que permita que a lombar esteja alinhada, isto é, sem que ela entre em extensão e a pélvis em anteversão. Quanto mais leve for a mola, maior será o grau de dificuldade do exercício, que trabalha principalmente o membro inferior que está fora do Reformer.

 

Movimento: Sustentando a perna esquerda estendida e com a musculatura ativada (em especial o glúteo), a de fora flexiona levando o carrinho para trás e baixando a bacia como se fosse sentar sobre a estrutura. O praticante terá que inclinar ainda mais o tronco para manter a lombar em um bom posicionamento. É preciso ter cuidado para não deixar que a cintura direita feche. Para isso, podemos orientar que o ísquio direito vá em direção ao calcanhar esquerdo. O aluno faz pressão com pé contra o chão para retornar até estender o joelho. Chegando nesta posição, ele deve transferir o peso do corpo para os membros superiores e retirar a perna do chão e elevá-la até o ponto em que o alinhamento da coluna seja mantido. É importante não tensionar os ombros e concentrar a carga no Centro de Força. Então a perna de fora retorna ao solo com controle.

 

Pontos importantes:

  • Como todo e qualquer exercício de Pilates, a postura precisa estar correta e o Power House é acionado antes de se iniciar o movimento. Começar o exercício sem essa organização é uma grande causa de erros de execução.

  • A cabeça acompanha o movimento do tronco mantendo a distância entre o queixo e o peito. Assim sendo, o olhar não fica fixo para frente.

  • É necessário cuidado com a amplitude dos movimentos e respeitar os limites para que não ocorra sobrecarga na coluna, tanto na descida do quadril quanto na elevação da perna.

  • A estabilidade da pélvis estará à prova, já que a mesma tenderá a sofrer anteversão, inclinação e rotações.

  • Em nenhum momento os braços fazem força para gerar movimento.

 

Este exercício faz parte daquele grupo em que tudo dói, até os neurônios.






 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.