Fortalecimento de Abdômen e Braços com a Overball no Wall

 

Sempre tem aqueles exercícios que enganam, que aparentam trabalhar uma coisa quando na realidade o foco é em outra parte. Como a maioria das pessoas não costuma movimentar-se a partir do Centro do corpo, nunca apostam as suas fichas no abdômen. Geralmente enxergamos o esforço nos membros, nos movimentos de grandes amplitudes. Mas quando o desafio é estabilizar o tronco, coisa que adoramos praticar no Pilates, ficar parado pode ser uma missão quase impossível.

O objetivo deste exercício é fortalecer o Power House, estabilizando a coluna com a Curva C, e trabalhar os braços.

 

Posição Inicial: Sentado de costas para as traves do Wall com a lombar apoiada na Overball. O peso do corpo deposita-se entre o cóccix e os ísquios e não sobre eles, em um posicionamento de bacia semelhante à Teaser. Pernas flexionadas e pés apoiados no estofado. Mãos seguram as alças com os cotovelos estendidos e braços inclinados para cima de maneira que as molas tenham um pouco de tensão.

 

Movimento: Desenhar círculos com os braços mantendo o tronco estável.

 

Pontos Importantes:

  • A Overball recebe um apoio constante e leve do corpo do aluno, sem que essa descarga de peso aumente quando o braço tensiona a mola. Essa força que a mesma produz empurrando o tronco contra o acessório deve ser sustentada pelo abdômen. Portanto, este é um exercício que desafia muito mais o Power House do que os membros superiores e devemos tomar cuidado com o peso a ser utilizado para que não haja sobrecarga na coluna.

  • Enrolar a lombar, pensando que o umbigo quer empurrar a Overball enquanto a parte superior do tronco quer levantar dela. O púbis quer se aproximar do umbigo e o umbigo quer se esconder por dentro das costelas.

  • A sola dos pés permanecem no estofado. É comum os praticantes tensionarem os flexores de coxa em vez de usarem o Centro de Força e consequentemente perdem a estabilidade não só da coluna como dos membros inferiores. Por isso é importante ressaltar o item acima.

  • A cabeça mantém o olhar para o horizonte com o queixo indo levemente para a garganta. Tomar cuidado para não tensionar o pescoço anteriorizando a cabeça na tentativa de impedir que o corpo desabe sobre a bolinha.

  • Alinhar a cintura escapular de maneira que os ombros fiquem baixos e o peito, aberto. As escápulas permanecem encaixadas no tronco e a dobrinha posterior da axila roda para o chão.

 

Sempre que algo passa dos limites, falamos que isso está “over”. Talvez por isso essa bolinha chama-se Overball...

 

 

Veja mais:

 

Fortalecimento de Abdômen com a Overball e Variação do Footwork no Reformer

 

Fortalecimento de Abdômen e Isquiotibiais na Cadeira com a Overball

 

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.