• Por Hellen e Monique

Variação do Going Up Front na Cadeira


Os clássicos Going Up e Climbing a Mountain envolvem contrações isotônicas e isométricas e são excelentes para o fortalecimento geral dos membros inferiores, treino de equilíbrio e coordenação. Os exercícios na Wunda devem ser feitos depois que o aluno já tem o Power House treinado, pois é um aparelho que dá pouco apoio para o corpo e esta variação não é diferente e ainda mistura elementos de ambos exercícios mantendo os mesmos objetivos.

Posição Inicial: Descer o pedal com a ponta do pé, mantê-lo embaixo para posicionar o outro pé no assento. Braços cruzados à frente do corpo. Coluna reta.

Movimento: Estender o joelho da perna de cima até fechar o pedal, mantendo a outra perna estendida. Descer a 90 graus, sustentar esta posição e fletir e estender a perna do pedal.

Pontos Importantes:

  • Mantenha a Caixa. Evite compensações como flexão lateral da lombar para o lado da perna de cima. Pense em levar o ísquio deste lado para o calcanhar do outro lado.

  • Outra compensação comum é a lombar ir em extensão, para evitar mire o cóccix para o chão.

  • Faça a subida pelo Power House pensando em levar o umbigo para dentro e para cima como se fosse escondê-lo embaixo das costelas e dali para o topo da cabeça.

  • Contrair os músculos do assoalho pélvico ajuda na conexão dos músculos do Centro de Força e no alinhamento axial.

  • Acione a Base Pilates pensando em levar a lateral da coxa de cima para o chão e a de baixo para trás, ou seja, uma intenção de rotação externa, mas sem rodar.

  • O Going Up e Climbing a Mountain clássicos são executados com uma leve rotação externa. Nesta variação este posicionamento também é possível. Experimente todas as possibilidades.

  • Inicialmente pode-se usar as alças de mão da Chair para dar segurança ao aluno, lembrando que neste exercício elas funcionam como um apoio para o equilíbrio e não para descarga de peso.

  • No exercício abaixo fizemos uma variação na qual o usamos a faixa elástica para fortalecimento de braço. Lembrando que a faixa também aumenta a carga para perna e que tem diferença no ângulo do joelho no momento da isometria, já que no primeiro exercício a sustentação ocorre embaixo e no segundo em cima.