• Por Hellen e Monique

Lunge com Mobilização de Coluna com a Fitball no Reformer Tower


Apesar da Fitball não fazer parte do arsenal utilizado por Joseph, é tão utilizada nos estúdios que é também conhecida com “bola de Pilates”. Neste exercício ela tem o papel de desafiar a estabilidade pélvica e consequentemente exigir um trabalho maior da musculatura.

O objetivo proposto hoje é fortalecer o Power House, glúteos, coxas e mobilizar as vértebras.

Posição Inicial: Encaixar a Fitball no espaço entre os pés do aparelho, podendo ser o Reformer Tower ou Cadillac (caso o equipamento a ser utilizado seja o Wall Unit, utilizar uma Physio Roll grande apoiada nas traves). Posicionar-se de frente para a bola, apoiar uma sola do pé sobre ela com o joelho flexionado a 90 graus e a outra ponta do pé do chão, com a perna estendida. As mãos seguram a barra torre com os cotovelos esticados.

Movimento: Manter o tempo todo o peso do corpo sobre o pé que está no acessório. Enrolar a coluna levando a barra torre para frente. Desenrolar a coluna. Agachar flexionando o joelho de trás usando a barra torre como apoio para inclinar um pouco o tronco para trás. Elevar o corpo estendendo o membro inferior que está no solo.

Pontos Importantes:

  • Manter o alinhamento pélvico. Há tendência de ocorrer inclinação para o lado do membro que está na bola e rotação para o lado oposto, além de anteversão. É preciso empurrar o ísquio que está sobre o acessório em direção ao calcanhar que está no chão. Desta maneira a bacia fica apontando para frente e há o mesmo espaço entre as cristas ilíacas e as costelas em ambos os lados da cintura. O cóccix aponta para baixo.

  • A ativação dos glúteos é essencial para conseguir alcançar o objetivo citado acima. Utilizar a Base Pilates é de grande importância.

  • Pensar em oposição de forças ao mobilizar a coluna otimiza muito o trabalho. Ao enrolar o tronco imaginar que o mesmo quer levar a barra torre para frente enquanto o abdômen é puxado para trás. Ao desenrolar, pensa-se no oposto: o abdômen quer voltar enquanto o tronco quer ficar.

  • Puxar as escápulas para baixo e para trás tanto na parte do exercício em que é feita a mobilização de coluna quanto quando há descarga de peso nos braços.

Se um dia pisar na bola com alguém, que esse alguém seja o seu instrutor de Pilates para que ele possa pelo menos corrigir o seu alinhamento pélvico ;)

Veja mais:

Estabilizar a Pelve Durante os Agachamentos Faz Toda a Diferença

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.