Variação da Vela com o Bastão no Wall

 

 

Os exercícios com inversão chamam a atenção por serem desafiadores e ao mesmo tempo terem um ar de diversão. Fazê-los no Wall ou Cadillac tem a vantagem do praticante ter a opção de apoiar as mãos nas barras verticais do aparelho ajudando a controlar melhor o movimento e o alinhamento escapular.

O objetivo do exercício é trabalhar o Power House, glúteos, mobilização da coluna e estabilidade pélvica.

 

Posição Inicial: Deitado em decúbito dorsal com a cabeça voltada para as barras verticais do aparelho e mãos segurando nelas com os cotovelos estendidos. Pernas esticadas, apontando para o alto e com os pés apoiados no bastão. O mesmo está conectado a molas vindo de cima.

 

Movimento: Elevar a bacia empurrando o bastão para o teto e enrolando a coluna até o peso depositar-se sobre as escápulas. Baixar as pernas até fazer uma diagonal com o corpo. Com o tronco parado flexionar e estender os joelhos. Retomar a altura da pélvis e apontar novamente os pés para o teto para então desenrolar a coluna e apoiá-la no estofado.

 

Pontos Importantes:

  • O apoio dos pés no bastão evita que haja descarga de peso assimétrica entre as pernas e consequentemente trabalha a estabilidade da bacia. Quando utilizam-se as alças de pés, os membros inferiores ficam independentes, já com o bastão, se um lado empurrar mais o acessório o mesmo sofrerá uma inclinação e o outro lado é obrigado a compensar para trazer de volta para o alinhamento.

  • Os braços não puxam as barras para ajudar no movimento, eles empurram-nas para longe para estabilizar as escápulas.

  • Ao executar a extensão da coxofemoral, a pélvis tende a fazer anteversão e a lombar, hiperlordose. Por isso, é necessário estender a articulação do quadril através de uma forte contração dos glúteos mirando o cóccix para os calcanhares e empurrando um ísquio em direção ao outro, além de sugar o abdômen para dentro e para cima. Deve-se sentir a parte anterior da coxofemoral abrindo e alongando.

  • É necessário manter o Power House e os glúteos trabalhando para que haja não só uma estabilização eficiente da coluna, mas também uma mobilização. Só assim é possível dividir o movimento harmonicamente entre os segmentos da coluna e ganhar espaço entre as vértebras.

  • Os exercícios com trabalho de inversão, como a Shoulder Bridge, o Roll Over e a Vela, por exemplo, jamais levam o peso do corpo sobre o pescoço e sim sobre as escápulas. Mesmo assim, não são indicados para praticantes com patologias na cervical.

 

Mais difícil do que se equilibrar com classe calçando um salto alto agulha é conseguir se equilibrar com o bastão nos pés.
 


Veja mais:

 

Airplane

 

Rolling Stomach Massage

 

O Verdadeiro Objetivo das Posturas Invertidas no Pilates

 

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.