Fortalecimento de Abdômen e Membros Superiores com a Overball no Reformer

 

Fortalecer é um verbo que o pilateiro adora conjugar. E quando o objeto desta ação é o abdômen a paixão só aumenta e na mesma proporção multiplicam-se a quantidade de possibilidades.

No caso do vídeo, a Overball foi utilizada para posicionar a coluna de maneira que sua mobilidade seja trabalhada em extensão e flexão e para gerar uma instabilidade que acionará mais ainda o Power House. Além disso, há o fortalecimento dos braços, o que também gera mais carga para o Centro.

 

Posição Inicial: Deitado em decúbito dorsal no Reformer com apoio da região torácica baixa sobre a Overball, joelhos flexionados e pés no estofado. Braços esticados para cima e mãos segurando as alças. Coluna em extensão.

 

Movimento: Elevar a cabeça flexionando o tronco e descendo os braços em direção ao aparelho. Manter o corpo na posição, em Curva C, e flexionar e estender o cotovelo. Estender novamente a coluna levando as mãos para o alto.

 

Pontos Importantes:

  • Quanto mais caudal for o apoio sobre o acessório, maior será a amplitude da extensão e mais difícil será o controle.

  • O trabalho do Power House é importante tanto na flexão quanto na extensão da coluna. Neste momento ele controla para que a volta não seja passiva, através da gravidade e da tensão das molas e também faz com que o movimento ocorra de maneira harmônica por toda a coluna e não seja exacerbado nas porções mais móveis.

  • Há tendência de sobrecarregar a musculatura da cervical. A subida é feita através do Centro e não do pescoço. Ao partir da posição de extensão, o queixo vai para o peito (preservando o espaço entre eles como se houvesse uma maçã ali) e para a garganta (alongando a cervical) e o tronco sobe enrolando como se fosse sair da bola. Para retornar, essa posição da cabeça é mantida até que inicie-se a extensão na torácica, as vértebras cervicais vão acompanhando para entrar em harmonia e então ela também estende afastando o queixo do peito.

  • Outro fator importante que influencia no item acima é o alinhamento dos ombros. Eles estão encaixados e abertos. As mãos querem ir para longe deles, abrindo espaço dentro das articulações.

  • São algumas variáveis que determinam o grau de dificuldade desse exercício: posicionamento da Overball, carga da mola, amplitude de flexão da articulação do ombro, posição dos membros inferiores. É preciso ter cautela ao evoluir, alterando um ponto de cada vez.

  • Pode-se explorar a mobilização em flexão e extensão da coluna ou optar por fortalecer o abdômen utilizando a contração isométrica. Neste caso é importante que o aluno seja estimulado não apenas a sustentar a contração e sim a intensificá-la cada vez mais.

 

Se no ano passado você pediu para o Papai Noel um abdômen negativo e não foi atendido, é possível que:
a) Os Correios entraram em greve e a sua cartinha não tenha chegado ao destino;
b) Você não foi um bom menino/ boa menina;
c) O pedido foi feito para a pessoa errada, afinal a figura habilitada a dar esse presente é o seu instrutor de Pilates.

 

Veja mais:

 

Fortalecimento de Abdômen e Isquiotibiais na Cadeira com a Overball

 

Abdominal com a Overball

 

 

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.