Variação do Dolphin com Rotação de Coluna

 

O Dolphin (Golfinho) é um exercício de mobilização de coluna em flexão e extensão e fortalece o Power House, isquiotibiais e glúteos. Nesta variação, foram incluídos movimentos de rotação, além dos já citados acima. Este é um exercício complexo e avançado e é recomendado que o aluno faça primeiro somente com flexão, depois com flexão e extensão para então fazê-lo com rotações.

 

Posição Inicial: Deitado de barriga para cima com as alças de pés. Pernas em Base Pilates, dobradas na posição do frog. Os cotovelos devem estar fletidos a 90 graus acima da cabeça e as mãos nas barras verticais do Cadillac.

 

Movimento: Estender os membros inferiores a 45 graus de coxofemoral e elevar as pernas enquanto a coluna articula em flexão levantando a bacia do aparelho até o apoio ficar na altura das escápulas. Fazer a rotação da coluna para um dos lados e dobrar os joelhos a 90 graus. Descer a coluna mantendo a rotação e fazer uma leve extensão. Estender os joelhos à medida que pélvis vai se aproximando da mesa e desfazer a rotação para voltar a fletir os quadris a 45 graus e recomeçar rodando desta vez para o outro lado.

 

Pontos Importantes:

 

  • As mãos devem empurrar e não puxar as barras para longe. A força das mãos contra as barras é essencial para manter os ombros longe das orelhas. Se o aluno faz força para puxar, a tendência é o ombro subir e além disso ele usa a força nos membros superiores o que não convém neste exercício.

  • Deixar os calcanhares unidos o tempo todo mantendo a tensão de acionamento da Base Pilates.

  • É importante pensar em crescer as pernas e o cóccix para longe para garantir alongamento axial uma vez que a mobilização da coluna se mal feita pode propiciar o achatamento.

  • O Dolphin é um exercício de abertura de coxofemoral, por isso ao chegar no alto deve-se garantir que os quadris estejam neutros (nem em flexão, nem em extensão) e na descida é preciso mantê-los assim.

 

Este é um exercício complexo, por isso pode ser necessário quebrar o movimento em parte. O ajuste da mola pode ser de grande ajuda também, cada aluno requer uma tensão diferente, lembrando que quanto maior a tensão mais fácil subir a bacia e mais difícil para a movimentação das pernas.

 

Os Golfinhos tem muita coisa em comum com os seres humanos como se comunicar com frases, gostar de brincar e fazer sexo por prazer, por exemplo. E do jeito que se movem com fluidez e elegância não nos surpreenderíamos se eles fizessem Pilates também. Enquanto não descobrimos isso, seguimos nos inspirando neles.

 

Veja mais:

 

Airplane

Rolling Stomach Massage

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.