Círculos de Pernas em Posição Invertida no Barril

 

 

Se existe um chamariz para curtidas nas redes sociais dos pilateiros é fazer poses ou exercícios em posições invertidas. Elas representam para os alunos um misto de desafio, diversão e fuga da rotina. Porém só há benefícios para aqueles que estão de fato preparados para isso, com bom controle dos movimentos e força no Power House.

O exercício do vídeo tem como objetivo, além de  fortalecer o Centro de Força e glúteos, trabalhar também estabilizadores escapulares e tríceps braquial já que os membros superiores suportam parte do peso do corpo.

 

Posição Inicial: Em decúbito ventral com o púbis sobre o topo do arco do Barril, tronco inclinado para baixo, cotovelos flexionados e mãos segurando no degrau mais baixo do espaldar. Os joelhos permanecem estendidos e o terço proximal das coxas começam apoiadas no estofado.

 

Movimento: Elevar as pernas unidas até o ponto em que a lombar mantenha a curvatura neutra. Abduzir as coxas até a largura do aparelho e baixá-las desenhando o círculo até que fiquem paralelas ao solo, quando estarão novamente em posição aduzida.

 

Pontos Importantes:

  • Certificar-se de que o praticante não possua nenhuma contraindicação absoluta ou relativa a ficar de cabeça para baixo, como Hipertensão Arterial Sistêmica, cardiopatias, glaucoma, epilepsia, resfriados e congestão das vias nasais, gestação e problemas cervicais.

  • Formar uma reta na lateral do corpo indo do quadril à orelha. É comum errar no alinhamento da cabeça, permitindo que a cervical fique estendida e tensionada ou flexionada e com a cabeça anteriorizada.

  • Ativar a Base Pilates para uma melhor estabilização da bacia e coluna e pensar em grudar as coxas mesmo quando elas estão separadas.

  • Imaginar que há resistência para fazer os movimentos em todos sentidos, isto é, subir os membros inferiores como se eles fossem muito pesados, abrí-los como se tivesse que vencer uma faixa elástica, descer como se estivessem presos a molas vindas do teto e fechar como se fosse pressionar um Círculo.

  • Manter as escápulas estáveis e encaixadas. Quando as pernas sobem há uma maior descarga de peso sobre os braços e aumenta a chance de aparecerem as compensações.

  • Crescer axialmente, pensando em forças puxando a cabeça para um lado e cóccix e pés para o outro lado.

  • Trabalhar o Centro de força o tempo todo, fazendo o umbigo fugir do aparelho. Esse acionamento deve ser ainda mais intenso na elevação dos membros inferiores, quando a lombar tende a entrar em hiperlordose.

 

Tem gente que vira a imagem do Santo Antônio de cabeça para baixo porque busca um amor para a vida inteira. Já os instrutores de Pilates viram os seus alunos por pura maldade mesmo.

 

 

Veja mais:

O Verdadeiro Objetivo das Posturas Invertidas no Pilates

Inversão no Barril e na Cadeira

Ladder Barrel

 

 

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.