Variação da Sereia com Fortalecimento de Membro Superior no Cadillac (ou Solo) e no Reformer

 

Muitas vezes o nosso corpo tenta roubar, pegar o caminho mais fácil e fugir da dor. Por isso muitos movimentos do Pilates parecem simples mas na realidade não são, pois temos que driblar esses atalhos e de fato pegar o rumo mais difícil mesmo, pois é por ali que alcançaremos os resultados. Um bom exemplo é a Sereia, que sem as orientações minuciosamente dadas pelo instrutor pode acabar tornando-se um movimento banal.

No exercício proposto, temos o objetivo de alongar a musculatura lateral do tronco, mobilizar a coluna e fortalecer o ombro e o Power House.

 

Posição inicial: sentado com as pernas flexionadas e cruzadas. A mão do braço em repouso apóia no estofado enquanto a outra segura a alça de mão no Reformer ou uma extremidade da faixa elástica no Cadillac ou MAT, com o braço abduzido a 90 graus. A outra porção do acessório está fixa sob a bacia do aluno.

 

Movimento: o praticante eleva o braço em direção ao teto ao mesmo tempo em que faz a flexão lateral do tronco sem perder o alongamento axial e mantendo o peso dividido entre os dois ísquios. Então roda o tronco sustentando a abdução do ombro e contraindo ainda mais o Centro de Força. Depois desfaz a rotação e em seguida a flexão lateral e retorna o tronco e o braço à posição inicial.

 

Pontos importantes:

  • Verificar se a posição inicial está correta: peso do corpo sobre os ísquios e não deslocado anteriormente, cóccix apontando para o chão e pensar nas pontas das orelhas sendo puxadas para o teto.

  • Evitar que o aluno simplesmente despenque para o lado em vez de fazer um grande arco em toda a coluna, abrindo o espaço entre as costelas e não apenas flexionando lateralmente a lombar. O braço apoiado pode fazer uma leve força de oposição contra o estofado e ajudar a torácica a mobilizar.

  • É frequente que o pilateiro não execute uma flexão lateral de tronco pura, mas adicione um pouco de rotação e flexão. Oriente-o a crescer antes e durante o movimento e a fazer o cotovelo apontar para o teto e o peito, para frente.

  • A carga para o braço não pode provocar achatamento, pelo contrário, serve como estímulo para o aluno brigar para alongar mais.


Nós acreditamos sim em Sereias, mas não em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e nem muito menos em exercícios de Pilates fáceis.

 

Veja mais:

Como Não Cair nas Armadilhas da Sereia

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.