Mobilização de Coluna na Cadeira com a Meia Lua

 

Nossa coluna possui 22 pares e mais uma articulação entre vértebras móveis, 1 par de faces articulares que a liga com o crânio e outro com a bacia e mais 12 pares que a articula com as costelas. Está claro que essa estrutura recheada de junções foi feita para mover-se em todas as direções. É sabido que pela diferente anatomia das vértebras, os segmentos lombares e cervicais tem mais amplitude de movimento, mas se pensarmos no tamanho da região torácica podemos perceber que os pequenos movimentos entre essas vértebras podem gerar uma grande amplitude se considerarmos o todo. Por isso, o exercício proposto tem o foco maior na mobilização da dorsal e para isso acoplamos a Meia Lua na Cadeira para facilitar a mobilidade de flexão e extensão desta região e modular a extensão lombar que tende a roubar a cena.

 

Posição Inicial: Acoplar a Meia Lua na Cadeira. Apoiar a bacia no acessório, pés em Base Pilates com as pontas no chão e mãos no pedal. No vídeo começamos embaixo com a coluna em flexão.

 

Movimento: Crescer o topo da cabeça para longe e fazer uma pequena extensão da cervical. A partir deste movimento continuar mobilizando a coluna, abrindo o peito, ativando o Power House e subindo o tronco até o fechamento completo do pedal. O próximo passo é passar da extensão para flexão. Levar o queixo em direção ao peito e enrolar a coluna descendo o pedal até o abdômen ficar todo apoiado na Meia Lua. Fazer o movimento oposto, subindo em flexão, passando para extensão no alto e descendo em extensão.

 

Pontos Importantes:

 

  • Comece com uma pequena extensão de cervical e mantenha a harmonia entre esta região e o resto da coluna. A tendência é o aluno fazer uma grande extensão nesta região para compensar a rigidez da torácica.

  • No momento da extensão contraia o abdômen como se quisesse retirar o umbigo do apoio, pois essa contração modula a mobilidade na lombar, que também é bastante móvel, “forçando” assim, a movimentação na dorsal.

  • No momento de flexão, mire o cóccix para os calcanhares e pense que ele vai escorregar até alcançá-los. Nós costumamos negligenciar as articulações soldadas da coluna, mas temos que lembrar que a coluna termina no cóccix e é por ele que ela tem que crescer.

  • Tanto na flexão como na extensão a ideia é pensar em mobilizar na altura do apêndice xifóide, ou como dizemos às alunas, pense que alguém está te puxando “pela alça do sutiã”.

 

Tendemos a nos preocupar mais com a estabilidade da coluna, visto que muitos alunos chegam ao estúdio com dor, mas a restauração da mobilidade ao longo de toda a coluna é da mesma forma importante para mantê-la protegida. Lembre-se: Estabilidade em detrimento da mobilidade é ineficiente, por isso vamos colocar todos para mexer.


 

Veja mais:

 

Pilates para Mobilidade Articular da Coluna

Curva C

Exercícios de Extensão de Coluna

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.