Quatro Apoios Sobre a Overball no Cadillac

 

 

Se o seu aluno já está craque em variações estáveis dos exercícios em quatro apoios, que tal adicionar uma pitada de emoção? A nossa proposta para os pilateiros mais avançados é utilizar a Overball para aumentar o trabalho do Power House e glúteos e fazer com que o membro inferior de apoio também entre na dança. A instabilidade também exigirá uma melhor estabilização das cinturas escapular e pélvica.

 

Posição inicial: o instrutor prende a Barra Torre com o cinto e conecta uma mola vindo de baixo. O praticante fica aproximadamente no meio do Cadillac (dependendo da estatura ficará um pouco mais perto ou longe da barra) em posição quadrúpede, com os cotovelos flexionados, antebraços no estofado, joelho de apoio sobre Overball e ponta do pé homolateral apoiada no aparelho. O outro pé, no caso do vídeo, o direito, apóia na Barra Torre de maneira confortável e segura.

 

Movimento: o pilateiro empurra a Barra Torre para cima estendendo o quadril e o joelho, contraindo cada vez mais não só o glúteo, mas também o abdômen e o períneo para não abalar o alinhamento do tronco, manter a reta desde a cabeça até o quadril e também evitar a rotação da pélvis. O retorno é feito com controle e sem permitir que o cinto trave, isto é, o peso da mola continua sendo sustentado pelo aluno.

 

Pontos importantes:

  • Quanto mais o membro inferior estende, maior é a descarga de peso sobre a Overball e consequentemente o desequilíbrio. Nessa hora a coxa de apoio trabalha para controlar a instabilidade.

  • Com esse intenso trabalho da porção inferior do corpo, não podemos esquecer de prestar atenção à parte superior, evitando a anteriorização da cabeça e elevação dos ombros.

  • Frisamos mais uma vez que evolução e responsabilidade andam juntos. O instrutor precisa avaliar com critério quem está apto a realizar esse exercício, já que é tão comum o relato de dores devido à má execução. O uso da base instável dificulta ainda mais a manutenção da postura.

 

Se algumas pessoas já tremem ao pensar em fazer um exercício em quatro apoios, neste caso literalmente terão motivo para isso. Tremer tudo bem, mas sem nada balançar, certo?

 

Veja mais:

Quatro Apoios no Reformer

 

Fortalecimento de Glúteos com a Faixa Elástica em Quatro Apoios

 

Fortalecimento de Glúteos no Reformer com a Caixa Longa

 

 

 

 

 


 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.