Arm Frog na Cadeira

 

O clássico Arm Frog faz parte da série intermediária da Cadeira. Tem como objetivos fortalecer o Power House e as coxas e trabalhar a abertura do peito. É um exercício que exige muito dos membros inferiores devido não só à manutenção da posição com as pernas flexionadas, mas também por conta da angulação bastante fechada. Sendo assim, não é indicado para praticantes com problemas nos joelhos.

 

Posição inicial: de cócoras, com os pés em flexão plantar, joelhos separados um pouco além da largura dos ombros. O aluno não senta sobre os calcanhares. O tronco permanece perpendicular ao solo. As mãos apoiam sobre o pedal.

 

Movimento: com os cotovelos sempre estendidos, o pilateiro pressiona o pedal para baixo pensando em crescer a coluna e ali sustenta por três segundos fazendo força para abrir cada vez mais o peito. Depois faz o retorno com controle e repete mais duas vezes. O movimento é isolado nos braços, as pernas e tronco mantêm-se firmes e não devem ocorrer desequilíbrios.

 

Pontos importantes:

  • Ao mesmo tempo em que empurra o pedal para baixo, o aluno imagina que estão puxando as pontas das suas orelhas para o teto. Ambas as forças devem crescer na mesma proporção.

  • Há uma forte tendência a inclinar o tronco para frente para usar o seu peso para fazer o movimento. O Centro de Força precisa estar sempre ativo para evitar os desvios.

  • Pode-se fazer uma variação em que apenas uma mão apoia no pedal, desta vez mais ao centro, enquanto a outra fica na nuca ou na cintura. É uma boa indicação para praticantes com escoliose.

  • A progressão do exercício é executada de costas para o aparelho.

 

Joseph usou a natureza como inspiração para muitos de seus exercícios. Se os bichinhos que ele observou sofrem tanto assim, precisamos urgentemente chamar o Greenpeace para salvá-los!




 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.