Todos Por Uma Evolução Consciente

Evoluir é preciso sempre, mas em nossa rotina nos estúdios, na prática, o que isso significa?

Muita gente acha que evoluir é virar de cabeça para baixo e se pendurar. Ok, isto também pode acontecer, desde que aconteça com qualidade. É horrível ver fotos e vídeos de pessoas penduradas tortas, com a coluna tão fora de posição que chega a doer a nossa e os ombros lá nas orelhas. Nesse caso, o aluno não está evoluindo, mas retrocedendo.

 

Se procurarmos um significado para evolução no dicionário encontraremos: "executar evoluções, movimentos, deslocamentos graduais e harmônicos." No Pilates a definição se encaixa perfeitamente.

 

Cada aluno tem seu tempo e seus limites e vai evoluir de acordo com o que permite o seu corpo e sua mente. Sim, a mente também tem seu tempo para avançar em organização, consciência, coordenação, quebra de padrões, barreiras e até medos, por isso as palavras gradual e harmônico devem ser muito levadas em consideração.

Nem todo mundo pode fazer exercícios avançados (incluindo instrutores), mas isso não significa estacionar. O aluno pode melhorar cada exercício, assim como fazemos nós instrutores e podem perceber que qualquer que seja o exercício, se feito com a mente focada em sua melhor execução, ele é sempre desafiador. Pode também fazer variações avançadas de alguns exercícios ou aumentar e diminuir molas para aumentar a dificuldade, assim como trabalhar para ganhar mais flexibilidade e amplitude de movimento e ainda ser desafiado quanto ao equilíbrio retirando apoios. Há muitas possibilidades e todas são formas de evoluir.

 

No vídeo damos um exemplo de como evoluir usando exercícios que requerem os mesmos comandos mas com níveis de dificuldade diferentes e mesmo se analisarmos cada exercício separadamente veremos graus diferentes de dificuldade.

Para começar o aluno pode executar o Standing Leg Pump Front (foto abaixo), pois estar de frente para o aparelho garante melhor alinhamento e apoio nas duas mãos. Pode avançar com o aumento das molas, da amplitude de movimento e com a retirada das mãos das alças.

 

Depois passa para o Standing Leg Pump Side, exercício da instrutora da frente, que estava grávida e como gestantes não fazem exercícios sem as mãos nas alças, ela manteve-se apoiada. Para as gravidinhas, testar o equilíbrio não é uma forma de evolução. Para elas, podemos focar no aumento da amplitude do movimento com a manutenção da bacia e lombar na posição correta evitando a hiperlordose tão característica da gravidez. Isto já é uma super tarefa para qualquer aluno e em especial para as barrigudinhas. Os demais alunos além do mesmo desafio podem evoluir para a retirada da mão da alça.

 

Do mesmo jeito que o exercício anterior, o Side Lunge deve ser antecedido pelo Foward Lunge, menos complexo, pois é mais fácil de manter o alinhamento de frente para o aparelho e também permite o apoio simétrico das mãos que na evolução pode ser retirado, lembrando que o instrutor deve estar perto do aluno.

 

Só então, passadas essas três etapas e tendo elas evoluído dentro de suas possibilidades, o aluno passa para o Side Lunge (instrutora do fundo) que também tem como ficar cada vez mais difícil veja aqui.

 

É bom lembrar que as gestantes não farão exercícios em pé na Chair, pois sempre há o risco de quedas.

 

Há a possibilidade de dar um passo atrás quando necessário. Não esqueça nossa campanha Todos Por Uma Evolução Consciente, só assim podemos seguir evoluindo com qualidade.

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.