Cisto de Baker

O Cisto de Baker ou Cisto Poplíteo é descrito na literatura como um cisto localizado entre a cabeça medial do músculo gastrocnêmio e o tendão do semimembranoso.

 

Nos adultos esses cistos são relacionados a lesões intra-articulares, como lesões meniscais, Artrose, lesão inflamatória causada pela Artrite Reumatoide ou Gota, por exemplo. O que acontece é que as lesões aumentam o nível do líquido circulante na articulação que acaba migrando para a Bursa Poplítea (veja mais sobre Bursas aqui) pela ação contrátil do gastrocnêmio e semimembranoso, o que acaba gerando um efeito de válvula permitindo o fluxo do líquido para a bursa e impedindo sua volta. Por isso, ele acaba se acumulando, fazendo com que ela se torne um cisto.

 

Muitas vezes eles são achados radiológicos mas permanecem assintomáticos. No caso de haver sintomas, os mais comuns são: inchaço, dor, pressão e rigidez muscular na região posterior do joelho, sendo aumentados quando a perna está em extensão. Essas sensações também se intensificam  durante a realização de atividades físicas.

 

Normalmente o diagnóstico pode ser feito por observação e palpação da região, mas o mais importante é saber a causa da lesão primária que levou ao edema na articulação.

O tratamento não é direcionado para o cisto e sim para a lesão principal. Uma vez controlado o quadro inflamatório, o líquido circulante no local é drenado e volta ao seu nível normal, fazendo com que o cisto diminua.

 

Caso ele cresça demasiadamente, o ortopedista pode através de uma artroscopia drená-lo para evitar seu rompimento, mas ele poderá voltar a encher caso a lesão primária do joelho não seja tratada.

 

A ruptura gera sintomas que podem ser confundidos com Trombose Venosa Profunda, pois ao extravasar pela musculatura o líquido causa dor, vermelhidão e inchaço na região da panturrilha.

 

É raramente achado em crianças e são observados em exames físicos, mas tem pouca relevância por serem assintomáticos.

 

Para prevenir o aparecimento do cisto mantenha uma rotina de exercícios que possa fortalecer e alongar os músculos do corpo, o que fará com que os joelhos permaneçam saudáveis. Também deve-se evitar o sedentarismo e exercícios físicos esporádicos.

 

A melhor forma de prevenir a maior parte das dores e lesões é manter uma boa alimentação, sono, rotina de exercícios e a mente saudável. Cuide-se sempre.

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.