Abdominal Oblíquo na Short Box

A série de abdominal na Short Box é clássica e difícil, no entanto é dada bem cedo para os alunos, com todo o cuidado recomendado para que eles consigam entender que a força vem dos músculos do Power House e para que eles possam fortalecê-los.

 

Hoje falaremos de uma variação bem forte e desafiadora que trabalha os músculos laterais do tronco tanto anteriores como posteriores.  

O instrutor deve posicionar a caixa curta no Reformer e fixar a faixa para os pés em seu devido lugar na estrutura do aparelho. Todas as molas são necessárias para manter o carrinho parado.

 

O aluno senta de lado na caixa com a perna de baixo dobrada e a de cima esticada com o pé em flexão dorsal fixo na faixa. É importante que este pé esteja ativo o tempo todo para garantir segurança ao aluno.

Ao início o praticante deve estar sentado sobre os ísquios ereto com o topo da cabeça apontando para o teto, as duas mãos na nuca com a pegada Pilates (veja aqui), pensando em crescer o máximo que pode. Desta forma, sempre crescendo, ele começará a inclinar para o lado até o ponto em que consiga manter seu alongamento axial e o equilíbrio.  Ainda alongando o corpo voltará a posição inicial. Ele deve pensar que está deslizando entre duas paredes, ou seja, seu corpo não desviará para frente nem para trás. O mais comum é, principalmente, na volta, a bacia rodar para trás, por isso é importante orientá-lo a deixar a EIAS de cima na mesma linha da EIAS de baixo.

Também pode acontecer do aluno levar a pélvis em anteversão na tentativa de ajudar no movimento, devemos pedir para que mande o cóccix para o calcanhar se constatarmos que, com isso, o posicionamento da lombar se perdeu em hiperlordose. Também é comum o aluno ao voltar, fazendo a flexão lateral, achatar a lateral de cima que estará em concavidade. Por isso o comando deve ser dado para que ele não comprima a coluna, mas ganhe espaço entre as vértebras ao fazer o movimento.

 

À medida que o pilateiro for conseguindo ganhar mais amplitude no movimento, podemos incentivar para que chegue até a inversão, mas sempre de olho no alinhamento e impedindo o achatamento das laterais em concavidade, lembrando que ao inverter a flexão lateral também é necessário manter o crescimento da lateral de baixo.

 

No vídeo fazemos a variação mais avançada com os braços esticados acima da cabeça o que aumenta a alavanca e consequentemente o peso. Deve ser feita com muito cuidado para evitar lesões.

 

Veja diferentes formas de trabalhar os oblíquos:

 

Oblíquos do Abdômen

Fortalecimento de Oblíquos no Pilates Acr

Crisscross

Corkscrew

Stretch and Bend

Vamos de Prancha Lateral?

Prancha Lateral no Reformer

Abdominal Oblíquo na Cadeira

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.