Fortalecimento de Oblíquos no Pilates Arc

20.01.2015

Temos várias maneiras de fortalecer os Oblíquos no Arc (ou no Step Barrel) e todas seguem as mesmas regras: concentrar o trabalho na musculatura alvo, evitar compensações na postura e ativar o Power House.

 

O praticante deita de lado sobre o aparelho com a perna de baixo dobrada por fora e a de cima esticada no alinhamento do tronco. Forma-se uma linha desde o pé até a cabeça. As mãos apoiam levemente a nuca ajudando na conscientização do crescimento axial, em que o aluno imagina que ele quer alongar a cervical.

 

Ao realizar a flexão lateral do tronco e elevação da perna não deve ocorrer o "fechamento" dos espaços do lado de cima do corpo, assim, usando o vídeo como exemplo, a cabeça não deve inclinar para a esquerda e nem o quadril esquerdo deve deslocar em direção às costelas, preservando o espaço da cintura. O aluno deve manter a mesma distância entre ombro e orelha dos dois lados e durante o movimento pensar em levar as costelas em direção ao quadril, levar o quadril em direção ao pé e imaginar que este está sendo puxado para longe, com o objetivo de fazer o movimento do tronco e não da pelve.

 

No movimento de rotação do tronco também há a intenção de isolar o movimento, evitando que a rotação ocorra também no pescoço e na pelve. Como todo trabalho abdominal do método, o ideal é que ocorra a ativação do Transverso e Períneo antes de se iniciar o movimento, pois além de proteger a coluna, o centro de força ajuda na organização do corpo e diminui as chances das compensações aparecerem.

 

A regra é clara: falta na pequena área é pênalti e abdominal sem a ativação do Power House não é Pilates.

 

                                                              Hellen e Monique :)

 

Veja mais sobre os oblíquos em:

 

Oblíquos do Abdômen 

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.