Tríceps no Reformer

27.08.2014

Hoje vamos falar de um dos grupos musculares que mais nos preocupa quando a gravidade começa a agir: o tríceps, vulgo músculo do tchau.

 

Para esse exercício, sente na barra de pés e posicione-os na beirada do carrinho, na largura dos quadris e as mãos firmes na barra, na largura dos ombros. O antebraço pode ficar pronado ou supinado dependendo de como os punhos reagem, então deve-se achar a posição mais confortável. Na primeira vez, no entanto, é melhor deixá-los pronados (isto é, com os dedos apontando para frente) pois é uma posição mais segura.

 

Estabilize os ombros. Eles devem ficar para trás e para baixo do início ao fim do exercício. Só então deve-se esticar as pernas e levar a bacia um pouco à frente até que ela saia completamente do apoio. A partir daí, os cotovelos vão dobrando se mantendo em cima do punho e a bacia desce em direção ao chão até no máximo a linha dos calcanhares. Como devemos prezar pela qualidade e é ela que faz toda a diferença no treinamento, em principio, os cotovelos dobram até o ponto em que se mantenha o alinhamento dos ombros, sem deixá-los subir, nem enrolar fechando o peito. Isso é importante para evitar lesões na articulação e concentrar a força na musculatura alvo. Deve-se também ter cuidado com o alinhamento da cabeça, a compensação mais normal é o queixo avançar. O aluno pode fazer uma pequena amplitude com qualidade e quando estiver pronto pode ser orientado a descer mais.

 

Numa evolução ainda maior, coloque as pernas juntas com uma pequena rotação externa (base Pilates) faça o movimento do tríceps, volte esticando os braços e continue no Tendon Stretch. Lembre-se: antes da evolução, o aluno também deve estar craque no segundo exercício.

 

                                                       Hellen e Monique :)

 

Please reload

Workshops Espaço Fluir

Clique na imagem para saber mais

O que você procura?

Please reload

DÚVIDAS E SUGESTÕES, AQUI É O LUGAR!

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.