• Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Estamos acostumados a usar o bastão para fazer exercícios para braços. E você já testou usar nos exercícios para membros inferiores? É interessante como o corpo reage de maneira diferente e muda as ativações e ajustes.

Uma diferença significativa quando usamos o bastão é que os alunos se concentram mais por ser algo que sai do "normal" e também por exigir mais controle para que o acessório não entorte e o pé não escorregue. E exatamente por haver esse perigo, é preciso ter cuidado pois há risco de acontecer acidentes.


Usar bastão em vez de alça de pé gera um estímulo diferente nos exercícios para as pernas. Mas qual é a melhor opção? Responder a esta questão é a mesma coisa que escolher entre apanhar com um cinto ou com um cabo de vassoura.


Veja também:

Bicicleta com uma Alça de Pé no Reformer


1 visualização0 comentário
  • Espaço Fluir

O Backstroke é um clássico do Reformer, vem antes do Teaser e prepara para ele, pois a ideia é a mesma num ambiente menos desafiador porque subimos apenas a parte de cima das costas. A ideia é alongar axialmente as costas, fortalecer o Centro de Força, enquanto braços e pernas crescem para longe.


Sente-se na beirada da caixa e deite mantendo a cabeça sustentada. Junte as mãos acima da testa, cotovelos bem abertos e pernas em V position. Mantenha a tensão nas cordas enquanto estica pernas e braços para o teto, abra-os na largura do Reformer, desça-os e feche-os juntando as duas pernas e levando as mãos às coxas. Sempre mantendo a cabeça no alto. Para finalizar, volte a posição inicial abrindo e dobrando cotovelos e joelhos enquanto pés e mãos de mantem juntos.


Pontos Importantes:


- Em um aparelho clássico o couro é bem comprido e é possível esticar pernas e braços sem mexer o carrinho e sem os braços ficarem muito atrás da cabeça. Muitas vezes nos aparelhos contemporâneos isto não é possível. Tente mover o mínimo o carrinho nesta etapa.

- Ao fechar braços e pernas, chegando a uma posição parecida com a do Hundred com a diferença é que a mão fica em cima da coxa, tente escorregar bem os dedos das mãos na direção dos dedos dos pés como se quisesse alcançá-los. Precisaremos disto para o Teaser. Esta é a hora de dar uma pequena paradinha e aprofundar a contração abdominal.

- Ao voltar a posição inicial não perna a altura do tronco, nem o controle, mantenha as cordas tensionadas.

- Aprenda a coreografia e depois não deixe-a tirar atenção do que realmente importa: Centro, alongamento axial da coluna, oposição de mãos e pés com abdômen, ou seja, enquanto mãos e pés vão para longe o abdômen entra, vai no sentido oposto, fica bem dentro de você.


Quando você se vê nadando e deslizando no seco e ainda feliz, você sabe que Pilates não faz o mundo girar, mas faz o giro valer a pena. Dizem a mesma coisa do amor, o que para nós, pilateiros é a mesma coisa.

6 visualizações0 comentário

Pilates e ilusionismo: exercícios que parecem fáceis para quem vê, pernas que parecem pesar uma tonelada durante os movimentos e a sensação de que existe sim um tanquinho sendo criado, apesar deste nem sempre ser perceptível a olho nu.

6 visualizações0 comentário
Pesquise no Blog

Estúdios

Nos Estúdios Espaço Fluir você pratica Pilates em aulas criativas mas sem perder os princípios e qualidade do método.

Além da grade regular temos os horários específicos para as atividades voltadas para instrutores, como aulas e workshops.

Unidade São José dos Campos - SP

Estamos localizados na Vila Ema

Venha nos conhecer!

Unidade Rio de Janeiro

Estamos localizados na Barra da Tijuca.

Venha nos conhecer!

O que você procura?

UM BLOG POR ESPAÇO FLUIR

© 2014 POR ESPAÇO FLUIR.

pilates shoulder bridge